No relato, são descritos os efeitos do crack. Sobre isso, analise as proposições a seguir, comparando esses efeitos aos da cocaína e da maconha, também consumidas pelo usuário.
UPE 2018

Leia o relato de um usuário de drogas a seguir:

“Faz bem falar sobre o assunto. É bom perceber que outras pessoas passam pela mesma coisa. A minha experiência pode ajudar alguém, principalmente os mais novos. São cada vez mais jovens. Crianças. Existe a curiosidade, os amigos e o preço que engana. Parece mais barato que outras drogas, mas, como o efeito dura pouco, sai caro. Já experimentei de tudo: maconha, cocaína, meria, ácido...O crack é diferente. E mais rápido que a luz. Você quer mais e mais e mais. Já gastei numa única noite R$ 3 mil em pedras. E nessa hora, fica você e o cachimbo. Não tem família, comida, banho... Nada. É a perdição. Quando a onda começa a passar, vem a coisa ruim. Parece que tem alguém te perseguindo, observando... Não dá para pensar em mais nada: ou fuma ou morre... O crack te faz sentir inferior. É gratificante perceber que tenho projetos para o futuro aos 44 anos. Quero casar, arrumar emprego e, quem sabe, até outro filho."

Fonte: Correio Braziliense / ABEAD (Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)

http://www.antidrogas.com.br/mostrarelatos.php?c=3821. Adaptado.


No relato, são descritos os efeitos do crack. Sobre isso, analise as proposições a seguir, comparando esses efeitos aos da cocaína e da maconha, também consumidas pelo usuário.

I. As alucinações e paranoia, atribuídas ao crack, também podem ocorrer durante o consumo da cocaína e da maconha.

II. Assim como o crack, a cocaína e a maconha afetam o cérebro do usuário, pois liberam substâncias, que atuam nas sinapses, seja imitando, seja impedindo a ação dos neurotransmissores nos receptores.

III. O uso do crack é responsável tanto pelas sensações de euforia quanto de depressão profunda. Ainda podem surgir complicações cardiovasculares que resultam em óbito. Tais complicações também podem ocorrer com o uso da cocaína.

IV. O uso do crack pode causar impotência sexual, ao contrário do uso da maconha.

V. As três drogas mencionadas afetam a memória do usuário, ligando-se aos receptores de noradrenalina, a qual tem efeito sedativo nas células do córtex cerebral, por causa do seu efeito inibidor na maioria dos tecidos, inclusive na musculatura cardíaca.

Estão CORRETAS apenas

Solução

I, II e III.


[IV] Incorreta. A impotência sexual pode ocorrer em indivíduos que consomem vários tipos de drogas, como crack, cocaína e maconha, pois afetam o sistema circulatório.

[V] Incorreta. A noradrenalina é secretada por muitos neurônios e ativa receptores excitatórios, atuando no sono e vigília, atenção, comportamento alimentar e em resposta a eventos estressores.